Samima Amade Patel


PATEL, Samima Amade. Olhares sobre a educação bilíngue e seus professores em uma região de Moçambique. Dissertação de Mestrado, Universidade Estadual de Campinas, 2009

Resumo: O presente trabalho focaliza a construção de significados sobre a educação bilingue e o professor de educação bilingue, em Moçambique, levando em consideração os pontos de vista de alguns profissionais que actuam em órgãos educacionais oficiais e organizações não governamentais parceiras da Educação e de representantes da sociedade, com ênfase nos pais, alunos, líderes comunitários e no próprio professor. Esta pesquisa é de cunho etnográfico o que implicou a realização de um trabalho de campo para a geração dos registos que forneceram os dados para a análise, através de gravações em áudio, de entrevistas e conversas com os professores e outros participantes, observação de aulas de programas de educação bilingue e monolingue e notas de campo. Além disso, um estudo documental também contribuiu para constituir o corpus do estudo. Do ponto de vista teórico, a pesquisa, de natureza aplicada, sustentou-se à luz de algumas teorias sobre a pesquisa de cunho etnográfico (Erickson, 1982; Mason, 1997; Cavalcanti, 1991, 1999, 2006), sobre bilinguismo e educação bilingue (Grosjean, 1982; Hamel, 1989; Baker 1993; Romaine, 1995; Hornberger 2003) e educação bilingue em contextos de minorias ou maiorias tratadas como minorias com enfoque na formação de professores (Cavalcanti, 1999, 2006; Maher 1997, 2006), e considerações sobre o conceito de representação (Hall, 1996; Woodward, 1997; Silva, 2000), bem como sobre o contexto sociolinguístico em África e Moçambique (Bamgbose, 1991; Lopes 2004). Como resultado, o estudo mostra que a construção de significados sobre a educação bilingue e o professor se desenvolve num contexto de desigualdade sociolinguística originando que o professor e a educação bilingue sejam bem vistos nas comunidades locais onde as línguas moçambicanas têm prestígio e sejam vistos com alguma reserva em contextos urbanos, onde não se sente o impacto da educação bilingue. O discurso oficial e os documentos sobre as políticas do desenvolvimento curricular para o ensino primário parecem reconhecer a educação bilingue assim como o professor de educação bilingue, mas do ponto de vista da efectivação de políticas de expansão, estes elementos não são tidos em conta. Por isso, o seu lugar no contexto educacional moçambicano é, ainda, incipiente, mas parece haver um espaço para o desenvolvimento gradual de programas de educação bilingue

O que você acha? Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s