Resenha de material didático para a educação bilíngue: coleção National Geographic Explore


Desde meus primeiros anos como professora em escolas bilíngues tem sido um grande desafio encontrar bons recursos didáticos que apóiem o ensino de conteúdos acadêmicos em uma segunda língua. A maior parte dos livros disponíveis no mercado editorial era voltado apenas para EFL, ou seja, o ensino de inglês como língua, priorizando construções lexicais e gramaticais. Encontrar materiais que usassem a língua inglesa para ensinar conteúdos curriculares de outras áreas (como ciências, estudos sociais, matemática, etc) era quase impossível.

Mas em algum momento começaram a chegar no mercado editorial livros importados, usados por escolas em países anglo-falantes. Além das características dos próprios livros, como a riqueza da linguagem, as ilustrações com fotografias ao invés de desenhos estereotipados, havia pouca variedade e o preço era muito elevado, quase impossível de ser adquiridos pela maioria das escolas e famílias.

Com o aumento da procura começaram a surgir mais opções, mas uma das questões que encontrávamos era a inadequação à realidade dos alunos brasileiros: inverno com neve, medidas em polegadas, celebrações que não se encaixam em nossa cultura, entre outras barreiras que tornavam os livros difíceis de inserir em nossa realidade escolar. O desafio era escolher materiais de qualidade, que pudessem ser relevantes ao currículo da escola, oferecessem linguagem acessível aos alunos falantes de inglês como língua adicional e não se contrapusessem aos valores culturais locais.

Por todas essas questões, fiquei muito entusiasmada ao conhecer a coleção National Geographic Explore, da Cengage. São “readers” (livros curtos) das áreas de Ciências cujo principal mérito é o uso de imagens absolutamente cativantes e interessantes para os alunos (e para nós, professores também).

Por serem curtos e terem uma diagramação contemporânea, atraem a curiosidade e despertam interesse dos alunos. A escolha dos temas tratados nos títulos é especialmente relevante para crianças do Ensino Fundamental, especialmente para o Fundamental 2, que já tem mais condições de acompanhar a linguagem do livro de forma independente. Com a mediação do professor, alunos de Ensino Fundamental I também poderão se beneficiar da leitura, especialmente se houver estratégias de adaptação, como a construção de glossários para os termos científicos.

Imagino diversas possibilidades de uso dessa coleção como base para projetos de pesquisa, feiras de ciências, exploração dos gêneros textuais informativos, construção de linguagem acadêmica e integração com outras áreas de conhecimento, como linguagem, geografia e artes.

Para quem ficou curioso e quer mais informações sugiro explorar o site da coleção, neste link.

Gostou da dica? Já experimentou usar este material? Tem dicas de outros que podem auxiliar nossos leitores? Então não deixe de comentar abaixo.

Nota: É importante dizer que esta não é uma matéria paga, e que o objetivo deste post é apenas compartilhar recursos de qualidade que possam auxiliar professores no planejamento de suas aulas na educação bilíngue.

Um comentário

  1. Este recurso é realmente sensacional. Minha experiência com ele não foi dentro da escola, mas já o utilizei com grupos de alunos particulares e obtivemos ótimas aulas !

    Curtir

O que você acha? Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s