Para abrir a mente: dicas culturais para ampliar sua visão de línguas e culturas (SP edition)


Nada melhor do que descansar nas férias enquanto alimenta a alma e a mente de forma leve, passeando ou viajando para conhecer outras realidades perto da gente.

Pensando nisso, o post hoje é sobre opções bacanas e baratas para abrir o seu olhar para a beleza que a diversidade de uma país como o nosso pode trazer.

Prepare sua agenda e sua família para embarcar numa viagem pelo próprio país:

Museu da Imigração, na região central

Tem coisas que a gente sabe, mas acaba esquecendo, e por isso é tão importante revisitar, rever, repensar o que sabemos sobre nós mesmos, nossa história, nossa cultura. O Museu da Imigração vai te dar essa oportunidade, de relembrar como este país recebeu (e ainda recebe) fluxos migratórios que fazem parte do contexto mundial de cada época. Lá você vai ver uma hospedaria que recebeu imigrantes europeus fugindo da situação adversa em seus países, buscando oportunidades de trabalho e ascenção social na nova terra. Você vai se impressionar com a infra-estrutura disponibilizada a esses imigrantes, e com as histórias de muitos deles, que podem até ter muito em comum com sua família ou seus amigos. Você vai fazer a inevitável comparação com o momento que vivemos hoje, com as atuais crises de imigração, e pensar possíveis soluções para um mundo que é cada dia mais. E vai se encantar com a Maria Fumaça e as instalações do que foi a primeira “Hospedaria dos Imigrantes” de São Paulo.

Para saber tudo sobre este passeio, visite o site http://museudaimigracao.org.br/

Feira da Kantuta, na região central (aos domingos)

Dentre as migrações mais recentes que o país tem recebido estão os povos andinos, especialmente bolivianos, que se concentraram nos bairros do Brás, Bom Retiro e Pari, na região central de São Paulo. É neste triângulo que se localiza a praça onde ocorre a Feira Kantuta, um evento musical, gastronômico e de artesanato que celebra a cultura dos povos andinos no Brasil. Vale a pena comer as deliciosas empanadas, comprar tecidos coloridos, ouvir (ou falar) espanhol com os vendedores e tomar a famosa inca cola.

Para saber mais, visite o site da comunidade boliviana em http://www.boliviacultural.com.br/port/artigo/anata-2018-na-praca-kantuta-em-sao-paulo

Museu Afro Brasil, no parque Ibirapuera

Se é verdade que a vida começou no continente africano, é também verdade que a cultura brasileira deve muito ás muitas culturas africanas que foram trazidas a essas terras nestes últimos cinco séculos de história.

Conhecer o Museu Afro Brasil é absolutamente imprescindível, e deveria fazer parte da experiência dos mais de 200 milhões de habitantes deste país. Não dá para sair incólume desta experiência. para começar, ajudará a quebrar o mito de que  África – um continente enorme e complexo – é homogênea.

Lá você visitará exposições temporárias e permanentes. Se chocará com o tamanho do casco de um navio usado para trazer os sequestrados para serem escravizados nas américas, lerá anúncios de jornais em que seres humanos eram vendidos, tendo seu preço fixado em função de sua idade, gênero, força física e habilidades. E saberá um pouco da resistência destes que ´por mais de três séculos tiveram que lutar por uma liberdade raramente alcançada. Verá também a beleza e a riqueza da arte, da música e das culturas destes povos, identificando, em sua própria vida, o impacto que esta história tem sobre você e sobre a sociedade atual.

Para saber mais, visite o site do museu em http://www.museuafrobrasil.org.br/

Japan House, na região da Paulista

Uma novidade na cidade que está causando bastante interesse é a Japan House. Já tendo unidades em Los Angeles e Londres, a unidade de São Paulo está na icônica Avenida Paulista, e traz uma grande variedade de possibilidades, suficientes para manter você interessado por várias e várias visitas. A arquitetura com contribuições da estética japonesa já é uma atração à parte, complementada por exposições de artes e uma biblioteca interessantíssima. O local abriga também eventos, então vale a pena acompanhar a programação no site e nas redes sociais deste novo centro cultural.

Não deixe de visitar o site da Japan House para saber quais exposições estão em cartaz: https://www.japanhouse.jp/saopaulo/

Se você tem dicas culturais para abrir a mente dos bilíngues por estas bandas, compartilhe nos comentários! E bons passeios!

O que você acha? Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s