Porque não existe língua “pura”: a beleza das línguas é sua riqueza e diversidade


Somos Todos Poliglotas

As línguas do Brasil

Conheça algumas línguas que enriqueceram o vocabulário do português brasileiro.

por Leandro Narloch publicado na revista Superinteressante

Super 175 abril 2002

Árabe, iorubá, tupi, cantonês, catalão, provençal. A cada vez que você abre a boca para falar o bom e velho português brasileiro, acaba soltando palavras dessas línguas e de outras 30. Isso por baixo, já que ninguém sabe ao certo quantas línguas tiveram termos aportuguesados desde o ano 218 a.C., quando os romanos apareceram na Península Ibérica e começaram a formar o que seria a língua portuguesa.

Todas as línguas e culturas do mundo vivem do contato e do diálogo”, diz Caetano Galindo, professor de Filologia da Universidade Federal do Paraná. As palavras estrangeiras aportuguesadas são como fósseis: contam a história dos povos que conviveram com quem falava a “língua de Camões”. Povos em florescimento artístico deixaram termos sobre espetáculos e cultura. É o caso do italiano. Povos guerreiros enriqueceram o nosso vocabulário sobre a guerra. “Canivete”, “bando”, “trégua” e a própria “guerra” vieram dos bárbaros germânicos (suevos e visigodos), que dominaram a Península Ibérica entre os séculos V e VII.

Os árabes, que expulsaram os germânicos em 711 e permaneceram na península por 300 anos, também entendiam de guerra e nos deram mais termos bélicos. Mas sua maior contribuição ao português foi de termos relacionados à tecnologia – na época, sua civilização era tecnicamente muito superior à européia. As novidades que eles levaram para a Europa ficaram registradas na língua: alicate, alicerce, azeite (quase todas as palavras começam com a, pois eram faladas depois do artigo árabe al). Até a preposição “até” veio do árabe, um caso raro de empréstimo lingüístico.

As línguas indígenas e africanas também deixaram sua marca no Brasil – as indígenas descrevem a natureza exuberante, para a qual os europeus literalmente não tinham palavras, e as africanas impregnaram nossa cultura, especialmente a religião e a culinária. Hoje, muita gente acha ruim a influência inglesa na língua. Nacionalismos à parte, esse pessoal vai ter que suar muito se quiser mesmo livrar o português do Brasil de todos os estrangeirismos.

Trinta idiomas em um

Algumas línguas que enriqueceram o vocabulário do português brasileiro

LÍNGUA – Basco, Celta e Fenício

INFLUÊNCIA – Quando os romanos apareceram pelas terras onde seria erguido Portugal, toparam com várias línguas que deram uma pequena contribuição ao português

PALAVRAS – Esquerdo, bezerro, bizarro, Caminho, carpinteiro, cerveja, Mapa, túnica

LÍNGUA – Línguas germânicas

INFLUÊNCIA – Em 409, os guerreiros germânicos invadem a Península Ibérica deixando palavras sobre o que mais entendiam: a guerra

PALAVRAS – Arreio, canivete, bando, trotar, banco, espora, faísca, falcão, guerra, cãibra

LÍNGUA – Árabe

INFLUÊNCIA – As palavras árabes assimiladas refletem áreas em que a cultura islâmica brilhava na Idade Média: militarismo, técnicas de produção, finanças, agricultura e culinária

PALAVRAS – Arsenal, alicate, alfaiate, almofada, arroz, alqueire, alvará, alfândega, azeite, açúcar

LÍNGUA – Chinês

INFLUÊNCIA – As especiarias que encantaram os portugueses entraram para a língua

PALAVRAS – Chá, leque, nanquim

LÍNGUA – Tupi

INFLUÊNCIA – Usado para a natureza brasileira, uma desconhecida para os portugueses do século XVI

PALAVRAS – Capim, caatinga, abacaxi, cipó, carioca

LÍNGUA – Iorubá

INFLUÊNCIA – Palavras dos cultos e da culinária afro-brasileiros

PALAVRAS – Orixá, candomblé, vatapá, acarajé

LÍNGUA – Quimbumbo

INFLUÊNCIA – A língua dos escravos de Angola influenciou várias áreas temáticas do português

PALAVRAS – Fubá, caçula, senzala, bunda, cafuné, samba

LÍNGUA – Italiano

INFLUÊNCIA – Termos das belas-artes e dos espetáculos do Renascimento

PALAVRAS – Camarim, cenário, florete, ópera, fiasco

LÍNGUA – Francês

INFLUÊNCIA – A grande língua irradiadora de cultura dos séculos XVIII e XIX. A influência francesa só diminuiu com a Segunda Guerra Mundial

PALAVRAS – Avenida, boné, chapéu, envelope, esquina, estrangeiro, paletó, lupa, gabinete, abajur

LÍNGUA – Inglês

INFLUÊNCIA – O inglês troca figurinhas com o português desde o fim do século XIX, mas a partir da Segunda Guerra Mundial a influência tornou-se massiva

PALAVRAS – Futebol, chute, bife, cheque, clube, pudim, sanduíche, túnel, turismo, estresse

O que você acha? Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s