Porque não existe língua “pura”: a beleza das línguas é sua riqueza e diversidade

Somos Todos Poliglotas

As línguas do Brasil

Conheça algumas línguas que enriqueceram o vocabulário do português brasileiro.

por Leandro Narloch publicado na revista Superinteressante

Super 175 abril 2002

Árabe, iorubá, tupi, cantonês, catalão, provençal. A cada vez que você abre a boca para falar o bom e velho português brasileiro, acaba soltando palavras dessas línguas e de outras 30. Isso por baixo, já que ninguém sabe ao certo quantas línguas tiveram termos aportuguesados desde o ano 218 a.C., quando os romanos apareceram na Península Ibérica e começaram a formar o que seria a língua portuguesa.

Todas as línguas e culturas do mundo vivem do contato e do diálogo”, diz Caetano Galindo, professor de Filologia da Universidade Federal do Paraná. As palavras estrangeiras aportuguesadas são como fósseis: contam a história dos povos que conviveram com quem falava a “língua de Camões”. Povos em florescimento artístico deixaram termos sobre espetáculos e cultura. É o caso do italiano. Povos guerreiros enriqueceram o nosso vocabulário sobre a guerra. “Canivete”, “bando”, “trégua” e a própria “guerra” vieram dos bárbaros germânicos (suevos e visigodos), que dominaram a Península Ibérica entre os séculos V e VII.

Os árabes, que expulsaram os germânicos em 711 e permaneceram na península por 300 anos, também entendiam de guerra e nos deram mais termos bélicos. Mas sua maior contribuição ao português foi de termos relacionados à tecnologia – na época, sua civilização era tecnicamente muito superior à européia. As novidades que eles levaram para a Europa ficaram registradas na língua: alicate, alicerce, azeite (quase todas as palavras começam com a, pois eram faladas depois do artigo árabe al). Até a preposição “até” veio do árabe, um caso raro de empréstimo lingüístico.

As línguas indígenas e africanas também deixaram sua marca no Brasil – as indígenas descrevem a natureza exuberante, para a qual os europeus literalmente não tinham palavras, e as africanas impregnaram nossa cultura, especialmente a religião e a culinária. Hoje, muita gente acha ruim a influência inglesa na língua. Nacionalismos à parte, esse pessoal vai ter que suar muito se quiser mesmo livrar o português do Brasil de todos os estrangeirismos.

Trinta idiomas em um

Algumas línguas que enriqueceram o vocabulário do português brasileiro

LÍNGUA – Basco, Celta e Fenício

INFLUÊNCIA – Quando os romanos apareceram pelas terras onde seria erguido Portugal, toparam com várias línguas que deram uma pequena contribuição ao português

PALAVRAS – Esquerdo, bezerro, bizarro, Caminho, carpinteiro, cerveja, Mapa, túnica

LÍNGUA – Línguas germânicas

INFLUÊNCIA – Em 409, os guerreiros germânicos invadem a Península Ibérica deixando palavras sobre o que mais entendiam: a guerra

PALAVRAS – Arreio, canivete, bando, trotar, banco, espora, faísca, falcão, guerra, cãibra

LÍNGUA – Árabe

INFLUÊNCIA – As palavras árabes assimiladas refletem áreas em que a cultura islâmica brilhava na Idade Média: militarismo, técnicas de produção, finanças, agricultura e culinária

PALAVRAS – Arsenal, alicate, alfaiate, almofada, arroz, alqueire, alvará, alfândega, azeite, açúcar

LÍNGUA – Chinês

INFLUÊNCIA – As especiarias que encantaram os portugueses entraram para a língua

PALAVRAS – Chá, leque, nanquim

LÍNGUA – Tupi

INFLUÊNCIA – Usado para a natureza brasileira, uma desconhecida para os portugueses do século XVI

PALAVRAS – Capim, caatinga, abacaxi, cipó, carioca

LÍNGUA – Iorubá

INFLUÊNCIA – Palavras dos cultos e da culinária afro-brasileiros

PALAVRAS – Orixá, candomblé, vatapá, acarajé

LÍNGUA – Quimbumbo

INFLUÊNCIA – A língua dos escravos de Angola influenciou várias áreas temáticas do português

PALAVRAS – Fubá, caçula, senzala, bunda, cafuné, samba

LÍNGUA – Italiano

INFLUÊNCIA – Termos das belas-artes e dos espetáculos do Renascimento

PALAVRAS – Camarim, cenário, florete, ópera, fiasco

LÍNGUA – Francês

INFLUÊNCIA – A grande língua irradiadora de cultura dos séculos XVIII e XIX. A influência francesa só diminuiu com a Segunda Guerra Mundial

PALAVRAS – Avenida, boné, chapéu, envelope, esquina, estrangeiro, paletó, lupa, gabinete, abajur

LÍNGUA – Inglês

INFLUÊNCIA – O inglês troca figurinhas com o português desde o fim do século XIX, mas a partir da Segunda Guerra Mundial a influência tornou-se massiva

PALAVRAS – Futebol, chute, bife, cheque, clube, pudim, sanduíche, túnel, turismo, estresse

Share:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

On Key

Related Posts

Adeus 2020, bem vindo 2021!

Uau, que ano tivemos! Não conheço nenhum educador que não tenha sentido que viveu mais desafios no ano que terminou do que em muitos anos