Texto sobre Currículo Bilíngue

Em novembro de 2010 foi lançado no CLAFPL – Congresso Latino-Americano de Formação de Professores de Línguas, em Taubaté-SP, o livro “Língua estrangeira para crianças: ensino-aprendizagem e formação docente”, organizado por Cláudia Hilsdorf Rocha, Juliana Reichert Assunção Tonelli e Kleber Aparecido da Silva, e publicado pela Pontes Editores.

Dentre os diversos textos interessantes que esta coletânea apresenta, talvez interesse um texto escrito por mim, intitulado “Educação Bilíngue e Currículo: de uma coleção de conteúdos a uma integração de conhecimentos.”

Este texto apresenta reflexões sobre bilinguismo, educação bilíngue e escola bilíngue, e apresenta três modalidades que tem organizado a organização curricular em escolas bilíngues, tecendo considerações teóricas que fundamentem a construção de currículos que promovam uma educação mais ampla e eficaz..

Espero que possa contribuir com diálogos sobre nossa área de atuação.

Selma Moura


Share:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

5 thoughts on “Texto sobre Currículo Bilíngue

  1. Ana Carolina Carvalho says:

    Selma, boa noite! Sou professora de inglês e estou concluindo minha segunda graduação (Pedagogia). Meu TCC é sobre educação bilíngue, e essa página tem sido muito útil para mim. Embora eu tenha trabalhado em uma escola bilíngue, somente agora estou de fato me aprofundando sobre o tema no Brasil. Tentei comprar esse livro para ter acesso ao seu texto, especialmente. Vi várias referências a ele em artigos acadêmicos, e me parece que seria bastante relevante para minha pesquisa. Entretanto, não consegui encontrá-lo em nenhuma livraria online! Você poderia me ajudar? Onde consigo comprá-lo (se é que ainda está disponível)?
    Muito obrigada!

Deixe uma resposta

Get The Latest Updates

Subscribe To Our Weekly Newsletter

No spam, notifications only about new products, updates.

Most Popular

Social Media

On Key

Related Posts

Adeus 2020, bem vindo 2021!

Uau, que ano tivemos! Não conheço nenhum educador que não tenha sentido que viveu mais desafios no ano que terminou do que em muitos anos