Aquisição da linguagem: perspectiva interacionista

Aquisição da Linguagem: Considerações da Perspectiva da Interação Social
Lucivanda Cavalcante Borges
e Nádia Maria Ribeiro Salomão
Universidade Federal da Para
íba

Artigo completo em Psicologia: Reflexão e Crítica, 2003, 16(2), pp. 327-336

Resumo
Os estudos sobre a influência dos fatores sociais na aquisição da linguagem tiveram grande impulso com as críticas às considerações de Chomsky de que havia uma “pobreza dos estímulos” e, portanto, a criança não poderia adquirir a linguagem a partir do meio social. Autores da perspectiva da Interação Social no estudo da linguagem desafiam a posição chomskiana, e evidenciam a importância da interação social para a aquisição da linguagem, especialmente as relações da criança com a mãe. Essas relações
representam um sistema dinâmico, segundo o qual ambos contribuem com suas experiências e conhecimentos para o curso da interação. A linguagem é entendida, nesta perspectiva, enquanto comunicação, e portanto é anterior ao surgimento das palavras.
Neste trabalho, pretende-se apresentar as explicações desta perspectiva teórica sobre o processo de aquisição da linguagem infantil. Serão discutidos os efeitos da fala materna (motherese) e sua influência na aquisição da linguagem por parte da criança, assim como os diferentes estilos de input lingüístico, considerando também a importância das características da criança na interação.
Palavras-chave: Linguagem infantil; interação social; input lingüístico.

Share:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

On Key

Related Posts

Adeus 2020, bem vindo 2021!

Uau, que ano tivemos! Não conheço nenhum educador que não tenha sentido que viveu mais desafios no ano que terminou do que em muitos anos