Educação bilíngue intercultural entre povos indígenas brasileiros

Educação bilíngüe intercultural entre povos indígenas brasileiros

Maria do Socorro Pimentel da Silva e Leandro Mendes Rocha
No Brasil, assim como em outros países das Américas, as minorias étnicas
viveram importantes processos de luta política que levaram os Estados nacionais ao reconhecimento de direitos relacionados à preservação de suas culturas e dos seus conhecimentos. Como conseqüência deste fato, nos últimos anos consolidou-se uma mudança profunda no campo da educação escolar. Essa mudança é respaldada por uma legislação que permite aos indígenas desenvolverem propostas educacionais que valorizem suas línguas, suas práticas culturais e seus lugares de pertencimento étnico, ao mesmo tempo em que lhes abrem as portas para novas formas de inserção na sociedade nãoindígena brasileira com ênfase em uma cidadania que respeite e integre as diferenças, o outro. É nessa direção que o curso de Licenciatura Intercultural – Formação superior de professores indígenas – em implantação na Universidade Federal de Goiás, se fundamenta. Uma proposta que se apresenta como um espaço político e de debate de questões relevantes para as comunidades indígenas.

Clique aqui para ler o texto completo.

Share:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

Get The Latest Updates

Subscribe To Our Weekly Newsletter

No spam, notifications only about new products, updates.

Most Popular

Social Media

On Key

Related Posts