Educação Bilíngue no Brasil

A Educação Bilíngue e o Ensino de Línguas têm crescido nos últimos anos em todo o mundo, e também no Brasil. Em um mundo cada vez menor e mais conectado, o contato entre pessoas de lugares distantes, falantes de línguas diversas, é maior que nunca. Falar apenas uma língua é pouco, e restringe o acesso ao conhecimento e o contato com pessoas de outras partes.

A língua portuguesa é uma língua imigrante, e tem uma história recente no país. E embora seja oficial, não é a única língua falada no país, nem a língua materna de todos os brasileiros. Por isso, embora na superfície o Brasil pareça um país monolíngue, isso é porque nos acostumamos a não ver as quase 200 línguas presentes no país, que são ‘invisibilizadas’ e ‘minoritarizadas’, como diz a Profa. Marilda Cavalcanti, da Unicamp.

Mas hoje começamos a perceber que os direitos linguísticos são também direitos humanos. Começamos a reconhecer  que todos têm o direito de serem educados em sua língua materna, seja ela indígena, de surdos ou de imigração, e não apenas na língua portuguesa. Precisamos ainda reconhecer que todos também têm o direito de aprender línguas adicionais para ter acesso a mais informação, conhecimento e comunicação com este mundo.

Vivemos um tempo de mudanças. Mudanças rápidas, inesperadas, que dificilmente nos deixam divisar o que será o futuro. Viver neste tempo é um privilégio e uma responsabilidade. Não podemos ficar alheios a essas mudanças, pois elas afetam a todos. Neste espaço vamos refletir sobre a relação entre essas mudanças sociais, a linguagem e a educação.

Seja bem vindo para participar!

Selma de Assis Moura

Share:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

Get The Latest Updates

Subscribe To Our Weekly Newsletter

No spam, notifications only about new products, updates.

Most Popular

Social Media

On Key

Related Posts