Pesquisadores


Nesta seção você encontra divulgação das pesquisas (teses, dissertações, artigos) recentes sobre educação bilíngue no Brasil, biodatas de pesquisadores e pode divulgar seu material de pesquisa.

Nos últimos anos temos tido diversas pesquisas sobre os contextos de educação bilíngue no Brasil. Abaixo você encontra teses e dissertações, e em seguida, pesquisadores na área. Clicando em seu nome você segue para a página com alguns de seus trabalhos.

Para saber sobre eventos acadêmicos clique aqui.

PRODUÇÃO ACADÊMICA recente sobre Educação Bilíngue no Brasil

TESES e DISSERTAÇÕES

ARTIGOS

PESQUISADORES em destaque na área

Selma de Assis Moura

Selma Moura é Doutoranda em Linguística Aplicada no Instituto de Estudos da Linguagem da Unicamp, onde pesquisa a alfabetização de crianças bilíngues. É Mestre em Linguagem e Educação pela Universidade de São Paulo e especialista em Linguagens das Artes pela USP. Tem experiência como professora, coordenadora pedagógica e consultora em escolas bilíngues, com ênfase na formação de professores, construção de currículo, metodologia de ensino, planejamento didático e alfabetização bilíngue.

Emy Tomita

Possui o Mestrado em Educacao Bilingue – inglês e espanhol pela Faculdade de Educação da Universidade de Houston, no Texas. Atualmente é professora bilíngue de uma escola pública no subúrbio de Houston ensinando “Reading and Writing” em inglês e espanhol usando a metodologia Reading and Writing Workshop. Tem experiência com treinamento de metodologia de ensino para professores de “Elementary School“, coordenação pedagogica e modelos de programas bilíngues, especialmente educação bilíngue transicional e dual-language.

Samira Abdel Jalil

É pesquisadora do programa de Doutorado e Linguística Aplicada na Unicamp, Mestre Linguística Aplicada (TESOL) pelo Queens College, University of New York, em Flushing, e graduada em Letras Inglês e Espanhol pela Universidade Federal do Paraná. É autora do livro didático de Língua Inglesa para o Ensino Médio (Geração 2011/2012). Foi professora de cursos de graduação e pós-graduação na área de Letras e centros de línguas, revisora de Português, consultora educacional, autora de livro didático de Língua Inglesa para 8o. e 9o. anos e tradutora Português/Inglês/Português.

Elizabete Villibor Flory

Elizabete Flory é Doutora em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano pela Universidade de São Paulo (IP-USP),e Mestre em Psicologia Social e graduada em Psicologia pela Universidade de São Paulo. É psicóloga clínica e atua como orientadora educacional no Colégio Humboldt e como professora convidada no COGEAE-PUC-SP. Atua principalmente nas áreas de bilinguismo, desenvolvimento infantil, epistemologia genética, identidade psicossocial e transtornos severos do comportamento.

Marcello Marcelino Rosa

Marcello Marcelino é Doutor em Lingüística pela Unicamp, Mestre em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem pela e Bacharel em Língua e Literatura Inglesas pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Atualmente é assistente mestre da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo atuando no departamento de linguística. Atuou como consultor acadêmico em desenvolvimento de professores em escolas particulares. Atua principalmente em aquisição de sintaxe em L2, bilinguismo, fonética e fonologia do inglês.

Leiko Matsubara Morales

Leiko Morales é Doutora em Lingüística e Semiótica Geral pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo,  Mestre em Letras: Língua, Literatura e Cultura Japonesa e Graduada em Português, Chinês e Japonês. Atualmente é professora assistente da Área de Língua e Literatura Japonesa do Departamento de Linguas Orientais da Faculdade Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. Seus principais trabalhos estão na área de Lingüística Japonesa e Lingüística Aplicada, com ênfase em Bilingüismo, Metodologia de Ensino e Aprendizagem de Linguas Estrangeiras e Língua de Herança e Formação de Professores.

Onilda Sanches Nincao

Onilda Nincao é Doutora em Lingüística Aplicada pela Universidade Estadual de Campinas  e Mestre em Lingüística Aplicada e Estudos da Linguagem pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Atualmente é professora adjunta da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul. Tem experiência na área de Lingüística Aplicada, atuando principalmente com formação de professores indígenas, educação bilíngüe, letramento em língua indígena e ensino de língua materna.

Márcia Regina Terra Silva

Márcia Terra é Doutora em Linguística Aplicada pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e Mestre em Linguística Aplicada pela Universidade de Taubaté. Atua na área de educação linguística para o trabalho, principalmente em empresas hoteleiras. Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Linguística Aplicada, atuando principalmente nos seguintes temas: relações LM/LE, ensino-aprendizagem de línguas, interação social, língua estrangeira/língua materna e LE e letramento.

Ana Paula Barbosa Risério Cortez

Ana Paula Cortez é Mestre em Lingüística Aplicada e Estudos da Linguagem pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP).  É especialista em psicopedagogia e interpretação de conferência. Atua como professora no ensino fundamental II da escola bilíngüe Stance Dual School e professora colaboradora da Universidade de Mogi das Cruzes.

Verônica Maria de Gouveia Coelho
Verônica Coelho é Licenciada em Letras e Mestre em Linguística Aplicada – Multiculturalismo, Plurilinguismo e Educação Bilíngue – pelo Instituto de Estudos da Linguagem da Universidade Estadual de Campinas (IEL-UNICAMP). Tem larga experiência no ensino de línguas (português e inglês) e revisão de textos. É revisora de textos profissional e Tradutora Pública e Intérprete Comercial em Inglês.   

Mestre em Linguística Aplicada pelo Instituto de Estudos da Linguagem da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)

Norma Wolffowitz-Sanchez

É Mestre em Lingüística Aplicada e Estudos da Linguagem pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), graduada em Letras – Tradutor e Intérprete de Inglês pela Faculdade Ibero-Americana de Letras e Ciências Humanas, licenciada pelo Mackenzie. É professora em cursos de extensão na COGEAE-PUC e no Colégio Bialik/Renascença.

Samima Amade Patel

Samima é Mestre em Linguística Aplicada pelo Instituto de Estudos da Linguagem da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)

Marizilda Martins

Mestre em Educação pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (FE-USP)

Norma Viscardi

É mestre em Linguística Aplicada pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), pós-graduada em Psicopedagogia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo ( PUC- SP) ), Graduada em Letras e Tradução e Interpretação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC- SP), especializada em interpretação consecutiva e simultânea pela Associação Alumni ( ALUMNI) e atualmente é filiada a New School Leaders (NSL) da Harvard Graduate School of Education (HGSE). É co-autora do método Interactive English Language (IEC) do Cel-Lep e autora do programa bilíngüe da Escola Internacional de Alphaville. Sua pesquisa atual refere-se às contribuições da alfabetização bilíngue avançada para o desenvolvimento da metacognição.

8 Comentários em “Pesquisadores”

  1. Bruna Baraldi Leite Says:

    Boa tarde Selma!

    Participamos juntas do curso de extensão na COGEAE sobre Bilinguismo, participo do grupo de discussões sobre Educação Bilingue e sigo o blog Educação Bilíngue no Brasil, ambos moderados por você.

    Estive pesquisando alguns trabalhos na área para defesa de tese do mestrado na USP, o qual pretendo ingressar no próximo ano, e pude observar diversos trabalhos (incluindo a defesa de tese) e artigos seus publicados, e pude perceber que, como eu, esta é uma área de seu interesse. Desta forma, tomei a liberdade de entrar em contato pois, como estive afastada da educação nos últimos anos devido ao trabalho e projetos pessoais, gostaria de bater um papo com você antes de iniciar meu projeto de pesquisa para a processo seletivo do mestrado que acontece agora em outubro para discutirmos sobre o que tem sido feito dentro do tema, sobre algumas dicas em relação ao tema e relevância do projeto, além de outros assuntos relacionados ao bilinguismo.

    Por favor me avise da sua disponibilidade nesta semana, assim podemos tentar combinar as agendas para um encontro.

    No aguardo, obrigada!

    Bruna B. Leite
    (11) 98757 4364
    brunaleite@fico.com
    baraldinha@hotmail.com

    Curtir

    Resposta

  2. Juliana Aparecida Moretti Says:

    Senhores,

    Sou professora bilíngue de educação infantil (Inglês), porém com Pedagogia e curso de inglês no exterior. Sinto que preciso de muito mais para atuar neste campo. Gostaria de conhecer mais a fundo a línguista, fonética e a propria gramática, vocês poderiam me sugerir uma pós-graduação nesta área. Obrigada!

    Curtir

    Resposta

  3. Norma Viscardi Says:

    Norma Viscardi é mestre em Linguística Aplicada pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), pós graduada em Psicopedagogia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo ( PUC- SP) ), Graduada em Letras e Tradução e Interpretação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC- SP),especializada em interpretação consecutiva e simultânea pela Associação Alumni ( ALUMNI) e atualmente é filiada a New School Leaders (NSL) da Harvard Graduate School of Education (HGSE). É co-autora do método Interactive English Language (IEC) do Cel-Lep e autora do programa bilíngüe da Escola Internacional de Alphaville. Atua como consultora de educação através da Inventus- Innovative Education (www.inventuseduconsult.com ) e no Brasil como conselheira de educação internacional da Escola Internacional de Alphaville. Sua pesquisa atual refere-se às contribuições da alfabetização bilíngue avançada para o desenvolvimento da metacognição. Nesta pesquisa são abordados subtemas como a bilingualidade e a construção da identidade cultural e modalidades de instrução bilíngüe. Também alguns novos conceitos como Glocalização e Língua de Instrução Local ( LIL) e Língua de Instrução Global ( LIG) são apresentados e discutidos. Suas publicações na área da linguagem são :
    Viscardi, N. (2010) A Intervenção psicopedagógica na instrução bilíngue: uma ação ética de responsabilidade universal na educação do século XXI. Revista Construção Psicopedagógica, jun 2010, vol. 18, no. 16, pp 55-65- INSS 14156954. Author: http://www.pepsic.bvs-psi.org.br . Acessar periódicos, Construção Psicopedagógica – Sedes Sapientiae.
    Viscardi, N. (2009) Educação Bilíngue e identidade Cultural : uma abordagem psicopedagógica do papel da modalidade de ensino bilíngue no desenvolvimento da bilingualidade. Monografia de conclusão do curso de Psicopedagogia da Pontificia Universidade Católica de São Paulo.
    N. Viscardi (2004) – A Educação Bilíngue e o Desevolvimento das Habilidades de Pensamento. Anais do FILE III – 3º Forum Internacional do Ensino de Línguas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e Universidade Católica de Pelotas. Pelotas, Brasil
    N. Viscardi (2000) – A noção de Traço e a tradução das obras de Freud. Anais do IV Congresso Brasileiro de Linguística Aplicada – UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas, SP, Brasil.
    N. Viscardi (1998) – O duplo postulado universal-particular na tradução de poesias: um estudo sobre a matemática da tradução poética de José Paulo Paes. Dissertação de Mestrado do Instituto de estudos da Linguagem ( IEL) , Universidade Estadual de Campinas ( Unicamp). Campinas, São Paulo, Brasil. Autor: http://WWW.ie.inicamp.br/biblioteca/teses LA 1998. php.

    Próxima Publicação em novembro de 2010 :
    The bilingual literacy road to academic success. Paper que será apresentado no ICERI International Forum 2010. Iceri – Internacional Conference of Education , Reasearch and Innovation – Ministerio del Interior . Madri, Espanha.

    Curtir

    Resposta

  4. Magda Pricyla Neves Says:

    Boa tarde!
    Soua Magda, acadêmica do 7º período do curso de Pedagogia da Associação Catarinense de Ensino.
    Bem, estou a caminho do TCC, e o tema que mais me agrada é sobre a educação bilingue.
    Porém, como é uma novidade na área da educação, não encontro livros, autores e materiais disponíveis que possam me ajudar a fundamentar minha pesquisa…..por isso, venho por meio desta, pedir ajuda, alguma informação que na qual poderia me ajudar. Muito obrigada pela atenção,
    Magda
    23/06/10

    Curtir

    Resposta

    • Selma Moura Says:

      Olá, Magda, tudo bem?

      Uma sugestão para iniciar seu TCC seria ler as recentes publicações – artigos, dissertações, teses – disponíveis na guia “Pesquisadores” aqui no blog. Dá para os trabalhos gratuitamente da Internet. E da própria bibliografia desses trabalhos saem muitas outras possibilidades de leituras.
      Boa sorte!

      Selma

      Curtir

      Resposta

  5. cynthia Says:

    Senhores,
    Mora em Santana do Livramento, fronteira com o uruguay, e meus filhos, brasileiros, estudam no uruguai em uma escola inglesa.
    Eles estão lá desde os 9 meses. Apostei no ensino bilingue, que na realidade é trilingue (espanhol, inglês e o português-lingua materna e no colégio tratada como estrangeira). No início da alfabetização tive receios. mas tudo foi maravilhoso. Minha filha mais velha lê tranquilamente em todas as línguas, interage com as pessoas na língua delas e de forma absolutamente natural.
    A minha aposta foi e está sendo um sucesso.
    Uma das coisas que mais me chama a atenção é o vocabulário rico que ela possui. Usa expressões que jamais esperaria.
    Acredito que estou auxiliando na formação deles como um todo, preparando para um mundo globalizado e dando os instrumentos para desenvolverem suas portencialidades.
    Obrigada

    Curtir

    Resposta

    • Selma Moura Says:

      Obrigada, Cynthia, por compartilhar sua experiência como mãe.
      Quando a educação bilíngue é bem planejada, organizada e avaliada, as crianças se beneficiam muito e aprendem muito bem as línguas e os conhecimentos acadêmicos em geral. Desenvolvem também maior facilidade de aprender outras línguas. Quanto ao vocabulário rico que você conta, provavelmente se relaciona ao fato de ela conseguir fazer mais reflexões metalinguísticas, ou seja, comparar as línguas, percebendo semelhanças e diferenças e compreendendo melhor a estrutura de cada uma, o que desenvolve a inteligência linguística como um todo.
      Fico feliz por ver que está satisfeita com sua decisão. Gostaríamos muito que contribuísse mais com sua experiência, pois muitos pais ficam em dúvida sobre o potencial da educação bilíngue e nada melhor do que o olhar de outros pais para ser interlocutor.
      Um abraço,
      Selma

      Curtir

      Resposta

Trackbacks/Pingbacks

  1. Dicas de Leituras para quem está começando na área de Bilinguismo e Educação Bilíngue | Educação Bilíngue no Brasil - 12/07/2012

    [...] Pesquisadores [...]

    Curtir

O que você acha? Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 753 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: