Ensinar sobre o Dia do Índio sem estereótipos


Pois é, hoje é o Dia do Índio. E já de manhã dei de cara na internet com bem-intencionadas, porém totalmente inadequadas, atividades de professores de ensino fundamental para “comemorar” a data. Atividades muito parecidas com as que fiz mais de 30 anos atrás quando era aluna de uma escola estadual, e que não me ensinaram nada sobre os índios. Fiquei frustrada. Até quando os professores vão continuar perpetuando preconceitos e estereótipos?

Veja abaixo exemplos do que não fazer com seus alunos hoje (nem nunca):

Exemplo de equívocos no ensino: só esses objetos pertencem ao índio?

Até aquí aparece o preconceito de gênero: o homem sai pra trabalhar e a mulher cuida da casa e dos filhos. Haja visão etnocêntrica!

Além do estereótipo óbvio – a indiazinha chamada Jaci e vestida como se pensa que os índios se vestem – o alfabeto está completamente descontextualizado. O que se pretende ensinar aqui?

E por que não fazer atividades com as mostradas acima? Eis mais algumas razões:

  • Por que não ensinam nada sobre os índios reais, que existem pelo Brasil
  • Por que criam e reforçam preconceitos e estereótipos (do índio seminu vivendo na floresta, feliz inocente e contente, sem problemas e sem influências de outros povos e culturas, congelados no tempo e no espaço)
  • Por que tratam os povos indígenas como se fossem uma coisa só, quando há dezenas de etnias indígenas e uma enorme diversidade entre os chamados genericamente de “índios”.
  • Por que são falsos (indiazinha chamada Jaci? Cocar de penas e palitos?)
  • Porque prejudicam a criatividade da criança: todas devem fazer a mesma atividade, do mesmo jeito, e não têm espaço de pensar, criar ou propor nada.

Então, se isso é ruim, o que fazer com os alunos no Dia do Índio? Algumas ideias legais:

  • Traga uma ou mais notícias sobre o que está acontecendo com os povos indígenas no Brasil para ler e discutir com seus alunos
  • Conte um mito ou lenda indígena, como os presentes nos livros infantis de Daniel Munduruku (aliás, esse autor precisa estar presente em todas as escolas de educação infantil e ensino fundamental, pois seus livros são maravilhosos)

  • Escolha um povo indígena para pesquisar e saber mais sobre suas condições de vida, a área que habitam, seus costumes, seus problemas e sua história. Veja alguns povos indígenas no site do Instituto Socioambiental.
  • Se quiser trabalhar a representação dos povos indígenas na Arte, uma dica é conhecer o trabalho de Élon Brasil (veja seu site, que lindo!), um pintor incrível que representa índios do Xingu (entre outros) com muita sensibilidade. Veja mais aqui.

O livro “Élon Brasil e as nossas raízes encantadas” traz belas imagens para apreciações artísticas, além da história do pintor brasileiro.

Tela de Elon Brasil

Tela de Elon Brasil

  • Se quiser trabalhar com a brincadeira e o lúdico, há um livro maravilhoso chamado “Jogos e Brincadeiras do Povo Kalapalo”, acompanhado por documentário em DVD, disponível na loja do SESC aqui. 
  • E para ensinar a partir da linguagem da Música, uma dica é o trabalho delicado e perfeccionista feito pelo grupo Mawaca no cd e dvd Rupestres Sonoros (conheça aqui).
O grupo Mawaca recolhe e registra músicas de povos indígenas, apresentadas em shows, cds e dvds

O grupo Mawaca recolhe e registra músicas de povos indígenas, apresentadas em shows, cds e dvds

Show "Cantos da Floresta", do grupo Mawaca

O Show “Cantos da Floresta”, do grupo Mawaca abre espaço a povos indígenas apresentarem um pouco de sua cultura

Para se apaixonar – e mostrar aos alunos a beleza da música indígena – veja o vídeo:

Gostou? Então conheça a belíssima canção Cayapo:

Dá para ser criativo, crítico e ensinar de verdade sobre a beleza e a riqueza cultural dos povos indígenas, mas para isso você precisa pesquisar e estudar também. Espero que as dicas acima sejam úteis. E para sua formação sobre culturas e diversidade cultural, recomendo a leitura do textto “Culturas, Culturas e Educação, de Veiga Neto, disponível para download.

Bom trabalho não só no Dia do Índio, mas todos os dias!

Selma

Veja também:

,

About Selma Moura

Doutoranda em Linguística Aplicada na Unicamp, Mestre em Linguagem e Educação pela USP, especialista em Linguagens das Artes, coordenadora do Bilingualism SIG do Braz-Tesol, apaixonada por educação, línguas e linguagens e mãe orgulhosa de duas bilinguinhas!

Ver todos os artigos de Selma Moura

Siga-nos!

EBB nas redes sociais

8 Comentários em “Ensinar sobre o Dia do Índio sem estereótipos”

  1. Claudine Melo Says:

    Muito bacana todas essas dicas, Selma Moura! Com um atraso de 3 anos, acabo de ler no Facebook essa sua excelente contribuição! Quero muito agradece-la, porque é raro uma analise tão pertinente dessa data, ainda com a generosidade em indicar fontes e enriquecer o trabalho dos educadores!!! Além do Daniel Munduruku, como vc bem deve saber, outros tantos e tantos autores indígenas tem nos brindado com seus trabalhos e, certamente, alguns livros desses autores mais reconhecidos estão nas prateleiras das bibliotecas ou salas de leitura públicas, em varias partes do país, mas são ignorados pela maioria da população, começando pela comunidade escolar! Compartilhei com o maior prazer todas as suas dicas! Abraços!

    Curtir

    Responder

  2. Maiara Says:

    Parabéns, Selma! Também acredito numa aprendizagem significativa como esta!

    Curtir

    Responder

  3. Rosana Says:

    Muito bom este texto! Infelizmente falta aprimoramento aos educadores, que perpetuam ideias equivocadas da Escola Tradicional!

    Curtir

    Responder

  4. Marta dos Santos Says:

    Concordo plenamente com suas colocações Selma. Muito obrigada pelas dicas preciosas!
    Marta

    Curtir

    Responder

  5. Ana Lúcia Silva Says:

    Ótimo site! Sou professora de Artes e passo para meus alunos a realidade, derrubando esteriótipos. A condição do índio brasileiro e todo seu legado à nossa cultura. Obrigada pelas dicas! Ana Lúcia

    Curtir

    Responder

  6. Ana Claudia Says:

    Adorei. Vou considerar um presente de aniversário. Beijos. ACMS

    Curtir

    Responder

O que você acha? Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alteração )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alteração )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alteração )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alteração )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 797 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: